Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Análise Informatizada
Início do conteúdo da página

Análise Informatizada da Prestação de Contas

Publicado: Quarta, 07 de Novembro de 2018, 14h51 | Última atualização em Segunda, 20 de Janeiro de 2020, 20h14 | Acessos: 7946 Imprimir

Análise Informatizada da Prestação de Contas de Convênios e Contratos de Repasse

A Instrução Normativa Interministerial MP/MF/CGU nº 5, de 6 de novembro de 2018, trata do modelo preditivo de análise de prestação de contas dos convênios e contratos de repasse do módulo Siconv da Plataforma +Brasil (análise informatizada).

O modelo desenvolvido pela CGU, em parceria com os Ministérios do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão e Fazenda, pode ser aplicado por todos os órgãos e entidades concedentes, com potencial de redução do passivo de análise de prestação de contas em até 92% (instrumentos com valores abaixo de R$5 milhões de reais).

Tal inovação, simplificada e baseada em gestão de riscos, trará maior agilidade, reduzindo o tempo do ciclo de vida de cada instrumento.

Ainda, agrega valor em relação à análise convencional, no que tange à conformidade, ao aplicar as trilhas de auditoria da CGU aos instrumentos.

Maiores informações sobre a Instrução Normativa:

  • Orientações para definição dos limites de tolerância ao risco pelos órgãos e entidades concedentes:

Sugestão de metodologia de cálculo

Planilha para utilizar a sugestão de cálculo

Atos publicados com os limites de tolerância aos riscos dos órgãos e entidades concedentes:

  • SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO DO CENTRO-OESTE - SUDECO. Portaria nº 260, de 29 de novembro de 2019. Dispõe sobre a adesão à análise informatizada de prestação de contas de convênio, em conformidade com a instrução normativa interministerial MP/MF/CGU nº 5, de 6 de novembro de 2018. NOVEMBRO/2019

 

 

 

Acesse aqui o Manual para operacionalização da análise informatizada na Plataforma +Brasil.

Fim do conteúdo da página